Dicas

  • Garantir a circulação de ar do colchão de forma a retirar a humidade do produto, que pode provocar odores desagradáveis causados pela absorção do suor.
  • Sempre que possível, deve se utilizar um estrado de ripas para que o seu colchão possa “respirar”, reduzindo a humidade que se possa concentrar no mesmo.
  • Aspire e troque os lençóis regularmente, pois os colchões atraem facilmente ácaros, fungos e bactérias, causado em parte pela humidade do nosso corpo e do ambiente.
  • Vire e gire o seu colchão com regularidade, para que possa minimizar o surgimento de deformações e desgaste do produto, decorrentes do tempo e do uso.
  • Use capas e protectores para cobrir o colchão, para proteger o mesmo de impurezas, odores e humidade.
  • Não use o colchão como base para passar roupas. Note que o calor excessivo do ferro poderá danificar a espuma do colchão.
  • Evite saltar, dobrar ou se sentar nas extremidades do colchão, porque a estrutura pode sofrer deformações, que vão desde rompimentos da espuma até danificações das molas.
  • O colchão deverá ser substituído de 8 a 10 anos